JOVEM APRENDIZ RIO DE JANEIRO 2017: INSCRIÇÕES E VAGAS


Se você é jovem e quer começar a sua jornada profissional para ganhar seu próprio dinheiro e se tornar independente, precisa conhecer o programa Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017. Quer saber mais sobre as vagas de Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017? Continue conosco!

1-1

Jovem aprendiz Rio de Janeiro 2017

O programa Jovem Aprendiz é uma das iniciativas do Governo Federal que mais deram certo até hoje. Em parceira com diversas empresas reconhecidas nacionalmente e com o Instituto Crescer, milhares de jovens começaram a sua jornada profissional mesmo sem ter nenhum tipo de experiência profissional.

O principal papel do Instituto Crescer é garantir que o programa seja implantado nas empresas e que as exigências, tanto do governo como das empresas, sejam cumpridas.

O jovem que consegue ser aprovado em uma dessas vagas adquire uma experiência profissional enorme, aprendendo diversas funções e atividades relacionadas dentro da empresa.

Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017: Benefícios Oferecidos

Diversos benefícios são oferecidos aos jovens que ingressam nas vagas para Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017.

É importante ressaltar, até para que esses jovens possam ter conhecimento, que o aprendiz é protegido por lei e a empresa é obrigada a oferecer como benefício o que o governo estipular.

Abaixo listamos os principais benefícios oferecidos pelas empresas contratantes. Veja a seguir.
2-2Vale-refeição ou vale-alimentação

  • FGTS
  • Férias remuneradas e oferecidas junto com as férias escolares
  • A carga horária de trabalho deve ser de 6 a 8 horas
  • Dependendo do desempenho do candidato, pode ocorrer efetivação do cargo, tornando-se colaborado da empresa definitivamente

Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017: Requisitos Para Participar

Para se candidatar a uma das vagas oferecidas, é necessário preencher alguns requisitos básicos exigidos pelo governo.

Se você quer se tornar um Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017, veja se você se enquadra nos requisitos abaixo:

  • As vagas para jovem aprendiz são destinadas exclusivamente aos jovens, portanto, a idade exigida para se candidatar é entre 14 e 21 anos.
  • Outra exigência muito importante é sobre a vida escolar dos candidatos. Preste atenção: se você não tiver estudando, infelizmente não poderá se inscrever!
  • O candidato deverá estar regularmente matriculado no Ensino Fundamental ou Médio e com uma frequência alta nas aulas.
  • A carga horária de trabalho deverá ser de 6 a 8 horas diárias, então, o candidato deverá ter disponibilidade para cumprir essa jornada.

Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017: Inscrições e Vagas

O procedimento para se tornar um Jovem Aprendiz Rio de Janeiro 2017 é muito simples, basta visitar o site da empresa que você quer trabalhar e cadastrar o seu currículo.

3-2

A maioria das empresas pede que o candidato cadastre o currículo no site, então a dica que nós damos é que você dê uma caprichada no seu currículo. Lembre-se: erros de português são imperdoáveis.

As vagas para o ano de 2017 ainda não foram abertas, mas como nós dissemos, algumas empresas já disponibilizam o cadastro dos currículos em seus sites. Veja a lista de possíveis empresas que abrirão vagas para aprendizes:

  • Correios
  • C&A
  • TIM
  • Oi
  • Banco do Brasil
  • Johnson & Johnson
  • Bradesco
  • Claro
  • Cinemark
  • Vivo
  • Samsung
  • Fiat
  • Extra
  • Detran
  • Ford
  • Danone
  • NET

Link da Fonte:   pW8P2qPyzbHBsfGs4&7BK$MBk

Anúncios

Hoje foi um dia especial: Inauguração da sede do Instituto Brasileirinho


Com a graça de Deus e muito trabalho em equipe conseguimos dar mais um passo para consolidar o nosso trabalho sócio esportivo em Magé, inauguramos em Mauá o nosso escritório administrativo. Quero aqui agradecer a todos os amigos que se fizeram presentes.

Há 6 anos estamos com Brasileirinho fazendo este trabalho social

Assista aqui vídeos com as mensagens enviadas:

Depoimento do monge Beneditino Dom Cipriano Chagas, OSB,
Presidente da Comunidade Emanuel

Depoimento do atleta Fábio Braga do Coritiba
Padrinho do Projeto Brasileirinho

Depoimento da atleta Chu Santos atacante do Corinthians
Madrinha do Projeto Brasileirinho para as crianças e jovens do Brasileirinho.

Depoimento do Dr. Mauro Moitinho Malta,
Diretor da Comunidade Emanuel.

Depoimento do  atleta Mauricio Alemão do Itaboraí FC
Padrinho do Projeto Brasileirinho
para as crianças e jovens

VEJAM AS FOTOS DA INAUGURAÇÃO

APOIO

O Ponto dos Atletas(212659-5101),
JJ Assessoria Empresarial (212631-2611),
Italia Acadmy Futebol,
Vascão Lanches – O Melhor da Praia de Mauá),
O Menor Preço de Mauá (212631-1055),
Dr Hélio Ferreira – Advogado e Contador (212233-3436),
Nalyn Shopping,
MTL Transportadora e Logística,
Centro Educaional Cozzolino
MP – Moises Pedro Advogado

https://cesbrasileirinho.wordpress.com
Email: institutoecbrasileirinho@gmail.com
Tel.: +55  21  98784-7209

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Venha ser voluntário no projeto Brasileirinho


Olá amigos estamos precisando da sua ajuda, você poderia ser voluntário no Projeto Brasileirinho, nossos educandos esperam por você.
Marque sua na sua agenda e venha nos ajudar a preparar o futuro dos nossos educandos aqui em Magé.

Entre em contato:
Email: projetobrasileirinhoapoio@gmail.com
Email: institutoecbrasileirinhoapoio@gmail.com
Tel.: (21)  98784-7209.

CHAMDADO DO VOLUNTARIADO

Conheça aqui um pouco da nossa história e venha fazer parte deste timaço.

1) Entrevista no Programa Cidinha Campos, na Band Rio
http://youtu.be/cEAZPlx2j_A

2) Depoimento do Prof. Abel Braga nas Laranjeiras – Sede do Fluminense FC https://www.youtube.com/watch?v=0lPrZ3HthlY

3) Matéria sobre o atleta Lucas Matos, capitão da equipe do Projeto Brasileirinho http://youtu.be/m870tcK1d-g?list=UUT0wj60A5Jz5QXdBdHYo3FQ

4) Matéria sobre o treinador Patrick Veloso criador e responsável pelo Projeto Brasileirinho http://youtu.be/4l8eGb2dZhA

5) VIsita do jogador Athirson, craque da seleção Brasileira, Flamengo, Juventus(Itália), Cruzeiro, Portuguesa, Bayer Leveskusen
http://youtu.be/9Ua0AmQxx58

 

Grande abraço,

Patrick Veloso
Gestor Instituto Esportivo e Cultural Brasileirinho

Em teste para os reservas, Dedé faz um gol, e Brasil vence a Zâmbia.


Zagueiro marca ponto na briga por uma vaga entre os 23 convocados para a Copa. Ramires, Lucas Moura e Alexandre Pato são substituídos no intervalo.
bra

O amistoso contra a limitada Zâmbia, no Ninho do Pássaro, em Pequim, era um teste para os reservas da Seleção mostrarem serviço na busca de uma vaga para a Copa de 2014. Esperava-se um Alexandre Pato participativo, vibrante. Um Lucas veloz, perigoso. Um Ramires dinâmico. E que Lucas Leiva, Dedé e Maxwell entrassem em campo com os dentes trincados, o goleiro Diego Cavalieri nem conta, foi pouco exigido. Mas foi o zagueiro do Cruzeiro, ao marcar de cabeça o segundo gol aos 20 minutos, quem aproveitou melhor a oportunidade. E isso aconteceu depois de Felipão ter devolvido à equipe alguns titulares. Entre eles, Oscar, que com 13 minutos do segundo tempo, em bela jogada individual e com a sorte de a bola resvalar no zagueiro, abriu o caminho para a vitória de 2 a 0.

Mais importante que o modesto resultado desta terça-feira foi ver que ainda há vagas abertas na Seleção. Não há, por exemplo, um reserva para Oscar na armação das jogadas. Pato, Lucas e Ramires saíram no intervalo sob o olhar de desconfiança e precisam de mais chances. Hernanes, Henrique e Bernard também entraram na segunda etapa e, com pouco tempo em campo, ainda serão avaliados. Lucas Leiva cumpriu seu papel, burocraticamente. Maxwell não comprometeu e pode ter até garantido sua vaga na lateral, mas lhe falta a desenvoltura no apoio tão marcante em Marcelo.

Os próximos jogos que servirão de teste para Felipão avaliar o elenco serão em novembro. No dia 16, em Miami, provavelmente contra Honduras. E no dia 19, diante da Rússia, em Toronto, no Canadá. Tudo vai depender da classificação direta de ambas para a Copa do Mundo.

Decepção

Foi um primeiro tempo frustrante. Contra uma Zâmbia limitada e pouco agressiva, os reservas do Brasil ficaram devendo. Os defensores foram pouco exigidos, principalmente Diego Cavalieri, que fez apenas uma defesa, num chute fraco. Sem um garçom no meio-campo para servir o ataque, com meio-campo de três volantes e uma saída de bola lenta, ficou difícil mostrar um futebol veloz e cheio de opções, apesar de Neymar ter mantido a sua média e algumas chances até terem sido criadas.

A Seleção seguiu a cartilha lógica de quem entrou com um time muito mexido e tem um craque como Neymar: explorá-lo o máximo possível. Com sua criatividade e seus dribles, ficaria mais fácil abrir a defesa adversária. E foi depois de um daqueles de seu variado cartel que o camisa 11 sofreu a falta, ao receber a bola de Lucas, logo aos dois minutos. Na cobrança, cada vez mais apurada, a bola estourou o travessão. O goleiro Mweene ainda se esticou para, com um soco, evitar um rebote.

Contra um adversário cujo ponto forte definitivamente não é a marcação, estava fácil para o Brasil atacar, ainda que com tantas mudanças no time. Daniel Alves subia sem culpa e arriscou de fora da área, com perigo. A Seleção adiantava a marcação, e o goleiro Mweene errou ao sair jogando. Pato, lento, perdeu a oportunidade clara de abrir o placar.

O jogo tinha cara de goleada, e estava tão fácil que a Seleção começou a complicar perdendo tantos gols. Mais avançado, Ramires também queria mostrar serviço. Recebeu com carinho de Neymar e ficou livre, mas desperdiçou a chance. Lucas Moura, outro que corre contra o tempo para assegurar seu lugar, também arriscou um bom chute, com perigo, mas sem sucesso. Quatro chances perdidas em 16 minutos.

A Zâmbia bem que tentava, mas esbarrava nas suas limitações e no nervosismo. Dedé nem era tão exigido assim. Na lateral esquerda, faltava a Maxwell a vocação do apoio tão nítida em Marcelo. Apenas uma vez em 45 minutos o lateral foi ao fundo para centrar na cabeça de Neymar, que mandou pelo alto.

Lucas Leiva limitava-se muito a uma marcação até desnecessária diante do fraco adversário, mas correspondia. Dedé se saía bem no duelo com os atacantes, mas não dava para medir forças. No meio, Paulinho, titular absoluto, era quem mais aparecia com louvor, ao lado de Neymar. Ramires até que se esforçou. Pato e Lucas Moura ficaram devendo. E o primeiro tempo terminou com o mesmo personagem do começo aparecendo com destaque. Neymar, sempre ele, disparando rumo ao gol. Sem receber falta, mandou cruzado de canhota, exigindo bela defesa do esforçado Mweene., o melhor de Zâmbia. Aos 43 minutos, a Seleção tinha o seu melhor momento, numa jogada individual. Era necessário muito mais no Ninho do Pássaro.

Dedé chora no gol

Felipão mostrou que não ficou satisfeito ao mexer no intervalo. Sacou de uma vez só Ramires, Pato e Lucas Moura para devolver ao time Oscar, Hulk e Jô. Bastou para a Seleção encontrar o seu jogo de toques e rápidos deslocamentos.

O goleiro Mweene voltou a brilhar, salvando chances de Daniel Alves e David Luiz (em cobrança de falta) O time encaixou melhor. Oscar fez bela jogada individual pela meia esquerda e bateu com efeito. A bola ainda tocou na zaga e encobriu o goleiro: 1 a 0 Brasil.

Neymar dava elástico, Paulinho batia de longe. Ao menos a Seleção mostrava a disposição e alguma técnica das últimas partidas. Hernanes entrava no lugar de Paulinho e David Luiz. Aos 20, em cobrança de falta pela esquerda, Neymar centrou na cabeça de Dedé, que não desperdiçou a chance: era o segundo gol do Brasil e um ponto a favor para o zagueiro do Cruzeiro, que chorou na comemoração.

Pouco depois, ele ganhava a companhia de Henrique, que entrou no lugar de David Luiz. A Zâmbia não oferecia o menor perigo, e Bernard, já no lugar de Neymar, já apagado, fazia sua boa jogada com Maxwell e Oscar. O camisa 11 limpou e bateu nas mãos de Mweene, um dos destaques da partida, que foi até os 51 minutos, sem muitas novidades.

FICHA TÉCNICA

BRASIL

Diego Cavalieri, Daniel Alves, Dedé, David Luiz (Henrique) e Maxwell; Lucas Leiva, Paulinho (Hernanes), Ramires (Oscar) e Lucas Moura (Hulk); Neymar (Bernard) e Alexandre Pato (Jô).

Técnico: Luiz Felipe Scolari

ZÂMBIA

Mweene, Chongo Kabaso (Chisenga). Bronson Chama, Himoonde e Mbola; Mtonga, Lungu, Tembo e Mayuka (Chamanga); Katongo (Musonda) e Jacob Mulenga (Roger Kola).

Técnico: Patrice Beaumelle.

Gols: no segundo tempo, Oscar, aos 13, e Dedé, aos 20 minutos.

Assista ao vídeo com os melhores momentos da partida.


Troféu de melhor jogador da Copa das Confederações, foto divulgação da FIFA

Troféu de melhor jogador da Copa das Confederações, foto divulgação da FIFA


Foram anunciados neste sábado os seis jogadores indicados à Bola de Ouro da Copa das Confederações. São eles: Iniesta, Neymar, Paulinho, Pirlo, Sérgio Ramos e Luis Suárez. A honraria será concedida ao craque da competição após a final deste domingo, entre Brasil e Espanha, no Maracanã.
A escolha do melhor jogador será feita por jornalistas credenciados para o evento. Vale lembrar que apenas jogadores que disputaram as semifinais do torneio estão na briga pelo prêmio.
OPINE: Quem merece mais ganhar a Bola de Ouro da Copa das Confederações?
O segundo e o terceiro melhores jogadores receberão, respectivamente, a Bola de Prata e a Bola de Bronze. Há de se ressaltar que os dois últimos vencedores do prêmio são brasileiros. Kaká, em 2009, e Adriano, em 2005, já foram os melhores jogadores da Copa das Confederações

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/selecao/Fifa-Bola-Ouro-Copa-Confederacoes_0_946705392.html#ixzz2XhoulFci
© 1997-2013 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!