Mauricio Alemão padrinho do Projeto Brasileirinho está jogando na 6ª divisão alemã e sonha com grandes clubes!


Ex-Potiguar disputa 6ª divisão alemã e sonha com grandes clubes

articleteaser_9758

Muitos brasileiros se aventuram nas divisões de acesso da Europa na esperança de um dia chegarem às grandes equipes e disputarem a Uefa Champions League. Mesmo que isso não ocorra, eles podem melhorar a situação financeira da família e aproveitarem a qualidade de vida destes países.

Esse é o caso do zagueiro Maurício Silva Mesquita Júnior. Ele está desde junho deste ano no Rot-Weiss Neuenhagen, time da sexta divisão da Alemanha.

“É um sonho realizado, já tinha desistido e estava um tempo atrás trabalhando como ajudante de pedreiro com meu pai. De uma hora pra outra pode mudar na minha vida”, contou o jogador, ao ESPN.com.br.

Ao lado de outros cinco compatriotas, o carioca de 23 anos quer um dia disputar a Bundesliga. Antes disso, porém, ele joga com alemães que fora dos gramados também são bancários, pedreiros e até advogados.

“O futebol é uma segunda opção na vida dos alemães, mas para mim é a primeira. O clube nos colocou na escola de alemão. Eu estou aprendendo umas palavras, ainda não domino o idioma que é bem difícil”.

alemao-foto-emerson-pereira-1

Os treinos do Rot-Weiss Neuenhagen ocorrem no período noturno durante a semana. As partidas são disputadas somente aos finais de semana.

“É uma oportunidade muito boa e estamos invictos no campeonato. O time é muito bom e ganhamos todos os nove jogos. O campeonato é diferente do Brasil, mais fraco, mas tem muito toque de bola. Saem muitos gols nas nossas partidas e os placares são muito elásticos. Fizemos 11 gols no último jogo”.

O clube é organizado, com dois campos de treinamentos e um estádio para duas mil pessoas. Os brasileiros moram em casas cedidas pela equipe e recebem alimentação. Todos os compromissos assumidos, segundo Maurício, são cumpridos em dia.

“Eu tenho um ano de contrato. Moro no centro de Berlim, uma cidade muito bonita e boa de se viver. O custo não é tão caro. O presidente cuida da gente como filhos mesmo”.

“A cultura deste país é maravilhoso e as pessoas são educadas e carinhosas. Eles conversam com a gente e não tratam ninguém de forma inferior. Se puder fazer carreira aqui seria um sonho. A experiência é muito boa para ter um crescimento”.

Além disso, ele quer avançar às fases seguintes da Copa da Alemanha para encarar times de divisões superiores e chamar atenção. Maurício sabe que precisará de paciência, grandes atuações e muita sorte para subir degrau por degrau no país e quem sabe chegar ao seu grande sonho: defender o Bayern de Munique.

“Alemanha é o melhor país do mundo e o futebol aqui é grandioso. Eles brincam por causa do 7 a 1 , mas amam os brasileiros. São muito fãs do nosso futebol e falam muito de Ronaldo, Ronaldinho, Cafu e Romário”.

DA TERCEIRA DIVISÃO DO RJ PARA EUROPA

Mauricio começou nas quadras de futsal antes de ir para o futebol de campo no Nova Iguaçu-RJ. Ele passou depois por Artsul-RJ e também fez testes no Grêmio. Após não ter ficado na equipe gaúcha, permaneceu seis meses parado antes de jogar no Miguel Couto, clube da terceira divisão carioca, no qual se profissionalizou, em 2013.

“Fomos vice-campeões da Série C, fiz quatro gols e fui melhor zagueiro do torneio. No ano seguinte, fui ao Gonçalense e consegui ser campeão e fiz vários gols também”.

Depois de passar pelo Itaboraí-RJ na segundona estadual, ele disputou a Série D do Campeonato Brasileiro pelo Potiguar-RN.

“Estava de férias e fiquei 20 dias descansado e ia jogar pelo Sampaio Corrêa-RJ, mas depois de três dias surgiu a Alemanha. Um amigo meu que jogou comigo me indicou para cá e vim. Não podia perder essa chance”.

cartaz_alunos_padrinho

bom-dia-grande-patrick-veloso_atleta_mauricio_alemao_padrinho-das-criancas-do-projeto-brasileirinho

Matéria  do atleta padrinho no Projeto Brasileirinho!

alemao-zagueiro-1024x576

Este atleta que aqui mostro nesta entrevista está na Alemanha e esteve no campo do Chicão visitando nossos alunos, (Foi tema de matéria na redetvwebmais.com) AQUI COM VÍDEO E TUDO! (https://www.youtube.com/watch?v=4k8NlLo8_ag&t=48s) VEJA A MATÉRIA https://cesbrasileirinho.wordpress.com/2017/01/23/mauricio-alemao-padrinho-do-projeto-brasileirinho-esta-jogando-na-6a-divisao-alema-e-sonha-com-grandes-clubes/

Fonte: ESPN

Fonte: http://f9.net.br/ex-potiguar-disputa-6a-divisao-alema-e-sonha-com-grandes-clubes/

VOCÊ QUE QUER SER ATLETA PROFISSIONAL DE FUTEBOL, VEJA ESSA REPORTAGEM, MUITO IMPORTANTE PARA VOCÊ. NECESSÁRIO 10 MIL HORAS DE TREINAMENTO


No brasil 9 milhões de garotos tentam ser jogadores profissionais, apenas 5 % conseguem alcançar esse objetivo.

Esse vídeo mostra um diferencial para esses jogadores seguirem esse ardo caminho que envolve muito esforço, dedicação e treinamento.

” Segundo Estudos da Universidade da Florida, um atleta precisa de 10 mil horas de treino para atingir seu auge”.

Esse numero pode se equivaler a 10 anos de treinamento levando em consideração que o ano tem 365 dias e o atleta terá que descansar, é necessário que o atleta treine de 3 a 4 horas diárias se não esse período pode ser prolongado.

É bom ressaltar que depois desse período seguido a risca o jogador possivelmente atingira seu auge em questões que envolvem habilidade motora, técnica e parte física. Também é necessário uma evolução ou manutenção em outros fatores motivação, personalidade e experiência de vida.

Isso faz com que se torne extremamente necessário a conscientização dos profissionais da área do futebol. Para o fornecimento de uma estrutura a longo prazo que consiga informar e direcionar esse período de treinamento e adaptação constante dos jogadores em todos os aspectos.

Importante a consciência desses que não se forma jogador de futebol do dia para noite.

Aos pais de atletas, que exercem criticas duras em seus filhos em busca de acertos imediatos é bom que parem para pensar:

Uma rápida reflexão e exemplo:

Seu filho pode ter sofrido pressões em seu inicio no futebol em qualquer jogo de crianças de 10 anos que tivesse um numero de pessoas adultas exigindo que ele jogasse como jogador profissional. Já parou para pensar nessa situação? E se essa situação aconteceu durante alguns anos, seu filho pode ter se desmotivado em algum momento. Fique atento.

Levando em consideração que seu filho começou a praticar uma modalidade com 10 anos e se ele passar bem por todos os processos e fases de adaptação, somente aos 20 anos ele poderá de fato ser exigido por grandes e constantes acertos e ainda assim ele terá que desenvolver o fator adaptação ao novo meio e o fator psicológico por lidar com novas pressões. Por isso, direcione as criticas e elogios e o mais importante apoie seu filho de maneira sensata.

Aos atletas é necessária a conscientização, de que todos os fatores físicos, técnicos e psicológicos são adquiridos e evoluídos diariamente por um longo prazo como viram no vídeo.
Esse é um caminho longo e algumas vezes dolorido e cansativo, mas extremante necessário para sua formação como atleta.

Por isso, treinem constantemente dentro dos seus limites e muitas vezes o superem, sempre com o direcionamento de um profissional é claro.

Então está esperando o que para treinar suas 10 mil horas?!
Quantas horas você acredita que já tenha treinado?

“A repetição leva a perfeição”.